2012/05/21

Já há algum tempo que aderimos ao Cabaz Bio. É sempre uma surpresa. Nunca sabemos o que lá vem, mas temos a certeza que é sempre um cabaz de sabores. Tomates que sabem realmente a tomate, coentros fresquinhos e aromático, cenouras tenras, cebolas doces, ervilhas acabadas de colher à espera de uns dedos curiosos para fazer um pop da vagem. A Maria adora ir comigo buscar o cabaz. Há sempre a esperança que haja uns moranguinhos. Se assim for, é com muita sorte que chegam alguns a casa.

Mas já me começa a saber a pouco. As verduras são sempre em maior quantidade. Batatas, cebolas, laranjas, tomates e cenouras são sempre em mini-doses. Faz-me falta um cantinho para semear, plantar. À dois anos atrás cultivei 26 alfaces em dois vasos grandes e duas floreiras de janela. Entretanto, o interesse esfriou e a outra cachopa cá de casa tomou de assalto os vasos e plantou flores. Acho que vou ter que tomar de assalto o pouco espaço de varanda que tenho para tentar a minha sorte com uns tomates cherries.

Um dia havemos de ter um pedaço de terra. 

4 comentários:

Anónimo disse...

Nina, mandei um mail por causa do Iomega.

monica rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pugo disse...

Cá por casa já começamos a plantar na varanda... Há que começar por algum lado...

;)

E que bem que sabe!

Nina disse...

Anónimo, já li e respondi. Obrigada.

Pugo, boa!