2012/01/06

Ciganos

Esqueçam a minha opinião sobre os ciganos. Esta história é sobre o ensino do preconceito. Uma das amigas da Maria começou a contar-lhe coisas sobre os ciganos, como cheiram mal etc. A Maria já nos tinha contado isto noutro dia. Após um momento de atrapalhação perguntámos-lhe: "E já pensaste que se calhar alguns ciganos cheiram mal porque não têm casa para morar e tomar banho? Eles moram em tendas, lembras-te quando fomos acampar? Não tinhas banheira na tenda, pois não?" Claro que o passo seguinte foi ela decidir que íamos construir uma casa para os ciganos.
Hoje ao trazer as miúdas da escola tive oportunidade de ouvir a outra miúda em primeira mão, a doutrinar a Maria. Interrompi ali a conversa, disse-lhe que o que estava a fazer era muito feio, e que os ciganos eram como toda a gente, que havia uns bons e outros maus, que não se deve julgar os outros pela aparência, que se calhar não tinham casa... e aqui a Maria interrompeu "pois! E eu já combinei com as mamãs que vamos construir uma casa para eles!

É este tipo de criança que queremos que a Maria seja: do tipo "se eles não têm casa, vamos construir uma casa para eles!"

E pasmo quando vejo professoras ensinarem aos filhos o preconceito.

PS. É polémico, não morro de amores pela sua maneira de estar na nossa sociedade MAS... preconceito é preconceito e já basta o meu. Dos ciganos facilmente se extrapola para pretos, sem-abrigo, homossexuais, judeus, whatever. Se eu não consigo ser melhor, ao menos que minha filha seja.

10 comentários:

Anónimo disse...

Adorei ler o que escreves-te...e serviu-me quase de sermão para mim também. Eu, que luto contra mim mesmas e os preconceitos que, como toda a gente, tenho, também tento que eles não existam nos outros. Admito, no entanto, e de forma envergonhada, que os ciganos sao uma raça que me torna racista..., provalvelmente a unica. Não me orgulho, mas não consigo evitar, embora tente, racionalmente, contradizer esse preconceito.
gosto da pessoa que a Maria é, do amor que tem para dar e sei que isso tem totalmente a ver com a vossa educação. Uma forma de educar que admiro e que não encontro em muitos pais de crianças que conheço (e conheço muitos).
Muitos dos vossos exemplos tento-os absorver para poder usar com as crianças com que lido, e lido com muitas!
Obrigada pla partilha e plo exemplo!=)*

~Branka de Neve

Lana disse...

Crianças melhores para um mundo doente! Missão árdua.. gratificante! Beijos sempre

Nikkita disse...

Acho que fizeste lindamente em "intervir"! :) Estou a ver que a vossa Maria vai ser uma menina muito bem formada. :)) (podem babar-se à vontade lol)

:)

um quarto para duas disse...

Não morro de amor por ciganos, confesso. Luto por combater estes pequenos preconceitos que ainda tenho todos os dias, porque se não gosto que o façam comigo também não tenho de faze-lo com outros. Acho que a educação que estão a dar à Maria é optima, é importante ensinar desde cedo que não devemos julgar ninguém por ser diferente de nós. Espero, se um dia tiver filhos, de conseguir passar-lhes esses valores. Beijinhos

Dantins disse...

E é com educadores com a vossa atitude que se elimina o preconceito e se cria um mundo mais justo e sem juízos de valor.
Pena que muitas vezes são os próprios pais a colocarem "macaquinhos" na cabeça dos filhos!
Parabéns pela vossa atitude!

Unknown disse...

Algumas crianças, infelizmente só algumas, conseguem distinguir o essencial do acessório. Sendo o essencial as pessoas precisarem de "uma casa" e o acessório "elas cheirarem mal". É a velha história de "em cada problema ver uma solução" por oposição a "em cada solução ver um problema". Eu ainda tneho muito para aprender com essa menina Maria!!!

Estrunfina disse...

Errrrrrr... sentimentos dúbios ao ler isto. Sentimentos muito dúbios. Preconceito contra ciganios é uma coisa preconceito contra pessoas que não respeitam nada nem ninguém é outra. O problema é que frequentemente se associa a 2ª premissa à raça em questão e quando assim é, não considero que seja preconceito. Mas, compreendi o teu ponto de vista e até concordo com ele.
(Ena...olha só um comentário meu no teu blog e estou a falar a sério)

Nina disse...

Que bom os vossos comentários!
~Branka de Neve, tentamos fazer o melhor que pudemos, e creio tantas vezes que podia fazer melhor que faço...

Lana, crianças melhores sempre! Que bom sua visita.

Nikkita, babadas assumidas! :)

Um quarto para duas, eu tão pouco morro de amores por eles. Para mim são uns parasitas da sociedade. Mas a Maria tem tempo para desenvolver a sua própria opinião.

Dantis, sem dúvida, o exemplo começa em casa.

Unknown, A Maria é fantástica e eu aprendo todos os dias com lea.

Estrunfina, sabia que não ias ficar indiferente a este assunto. E acredita que compreendo e concordo contigo. Mas não quero ouvir certas coisas da boca da Maria. E sei que enquanto mãe seguramente fazes o mesmo.

Estrunfina disse...

;o)

Papoila e Orquídea disse...

Orgulho nas mamas*

Só contactando com muitas pessoas, de diferentes cantos, se percebe que os preconceitos tidos para com os ciganos são frequentemente encontrados noutros grupos da sociedade.

E sim, o preconceito começa muitas vezes em casa e é, com frequência, extrapolado para os grupos de pares. A Maria tem um filtro em casa =)

Beijinho grande